Tubarão

Pela segunda vez o Globo do Brasil participa da campanha Alimenta-Ação. Nesta edição de novembro, os produtos Brilholac, álcool perfumado e limpador de vidro Vitreo estarão com valores especiais nos supermercados Giassi. Os consumidores ao comprarem os itens colaboram com as 140 crianças atendidas pela Fundação Educacional Joanna de Angelis, entidade que está localizada no bairro Passagem, na Cidade Azul.

Após integrar por um mês a campanha, que tem apoio do Jornal Notisul, a Águas Armazém repassou nesta sexta-feira (1º) um cheque simbólico à presidente da Fundação, Sandra Nazário, no valor de R$ 24.5 mil. A campanha foi iniciada em abril do ano passado, com o intuito de beneficiar os projetos que atendem as crianças da entidade. “Com essa colaboração podemos trabalhar um pouco mais tranquilos. As parcerias são fundamentais para manter a instituição, sem o envolvimento das empresas e de toda a comunidade, não conseguiríamos cumprir este empenho tão bonito”, afirma.

As crianças diariamente fazem quatro refeições e desenvolvem diferentes atividades lúdicas como aula de Balett, Judô, Pet Terapia, aulas de música, aulas de recreação, brincadeiras ao ar livre, parque infantil. São realizadas Atividades com a família promovendo a socialização e integração entre a família e escola. Na área social oferece atendimentos médicos, odontológicos, psicológicos e grupo de gestante. 

Segundo a diretora e engenheira química do Globo Brasil, Salete Pereira, o intuito de participar da iniciativa foi de promover uma perspectiva de futuro aos alunos da entidade.  “A expectativa da empresa é que os produtos tenham um bom desempenho nas vendas durante este mês, pois assim há um maior repasse financeiro a entidade”, pontuou.

A Joanna de Angelis está há mais de 24 anos em funcionamento, oferecendo educação e assistência social a crianças do bairro Passagem, na Cidade Azul, em período integral. Além dos alunos da entidade, crianças de outras seis instituições de ensino são assistidas pela equipe de psicólogos da Fundação.

No ano de 2017, a instituição precisava muito do apoio financeiro de empresários, governo, além da população. Tudo isso para não fechar as portas. De lá para cá muita coisa mudou, e a melhor delas é que uma grande, animadora e bem-vinda iniciativa surgiu, o Projeto ‘Alimenta-Ação’.