A Câmara de Vereadores de Capivari de Baixo contratou um serviço de sanitização para reduzir as chances de transmissão do coronavírus nas dependências da Casa Legislativa. O trabalho foi executado neste fim de semana em todos os setores e salas, incluindo o plenário. Até sexta-feira havia um caso suspeito da doença, o do parlamentar e presidente da Câmara, Wanei Fernandes (PSL).

Em virtude do crescimento dos casos de contágio da Covid-19, novas medidas têm sido tomadas em âmbitos estaduais e municipais para frear a contaminação do coronavírus. Desde o último dia 26, as sessões ordinárias na Câmara de Vereadores estão com a sua capacidade de público reduzida para 25%.

O objetivo é também de evitar aglomeração e manter o distanciamento social dentro do prédio da Casa Legislativa da cidade termelétrica. Outras medidas para conter a proliferação do vírus foram tomadas na câmara e também na prefeitura.

A sanitização de ambientes, que também é chamada de desinfecção, é um conjunto de processos de sanitização que se complementam e promovem a redução da carga microbiológica, ou seja, da ‘quantidade’ de micro-organismos como bactérias, vírus e fungos e também de ácaros presentes nos ambientes. A realização deste conjunto de medidas de sanitização de ambientes de forma concomitante potencializa a ação dos processos entre si.

Especificamente contra o atual Coronavírus (Covid-19), a ação é eficaz na eliminação e precisa ser complementada com a limpeza e desinfecção de áreas de manuseio constante, como maçanetas, puxadores de armários e eletrodomésticos. Contudo, é vital ressaltar que a ação desinfetante só acontece no momento da aplicação, ou seja, terminado o processo e depois das superfícies estarem secas, o trânsito de pessoas contaminadas já pode provocar a nova contaminação do ambiente.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul