Tubarão

Mais um passo foi dado na busca pela solução ao problema dos cães de rua em Tubarão. A readequação do projeto de construção do Centro de Controle de Zoonoses será entregue no início do próximo mês pela secretaria de planejamento da prefeitura.

A data foi definida ontem, em reunião da comissão de trabalho formada por representantes da prefeitura, Unisul e da ONG Movimenta-Cão. Cogita-se a possibilidade de firmar uma parceria com a Unisul quando o centro de zoonoses começar a funcionar. A ideia é envolver os acadêmicos do curso de medicina veterinária em campanhas de educação, adoção de cães e no cuidado dos animais recolhidos.

“A primeira etapa já está pronta. São nove baias construídas pela prefeitura, em uma área próxima ao Cemitério Municipal, no bairro Monte Castelo. Temos cerca de R$ 200 mil reservados no orçamento do município para a continuidade desta obra ainda este ano”, lembra o secretário de saúde da prefeitura, Roger Augusto Vieira e Silva. “Pretendemos buscar parceiros que estejam dispostos a financiar o tratamento dos animais recolhidos”, acrescenta o presidente do Movimenta-Cão, Francisco Beltrame.

Ajuda
Além das campanhas para adoção de animais, outra proposta é buscar junto à comunidade pessoas que queiram abrigar temporariamente cães que passaram por castração ou tratamento médico.