Capivari de Baixo

Quem foi à primeira edição do brechó promovido pela Paróquia São João Batista, em Capivari de Baixo, com certeza não deixará de participar da segunda edição do evento. A partir desta quinta-feira (11), uma nova edição do brechó ocorrerá no Centro Social Hilário Puziski. A ação é realizada com intuito de construir a nova igreja e também de colaborar com o Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Ceaca). O evento é organizado pelo pároco José Eduardo Bittencourt.

Com várias opções de compras e preços convidativos segundo a organização. Quem for ao local poderá encontrar  acessórios, roupas, calçados, bijuterias e brinquedos. Na primeira edição a equipe da paróquia recebeu roupas, sapatos e acessórios, tanto infantil como adulto, brinquedos, geladeira, sofá, violão e aparelhos de academia. Assim como ocorreu no ano passado, a solicitação pelas peças podem ser novas ou usadas, desde que em bom estado de conservação. Aquele que quiser doar algo ainda dá tempo. Quem tiver uma doação poderá deixar ou na secretaria da igreja ou no centro social.

Nesta quinta e sexta-feira, as vendas ocorrerão das 8 às 22h. No sábado, das 9 às 16h. A entrada é gratuita e todo o dinheiro arrecadado com as vendas das peças será destinado ao Ceaca e à construção da nova igreja. “Todas as doações foram e serão bem-vindas e contribuirão para investimento de melhorias no Ceaca e para a construção da nova igreja”, destaca o padre.

Sobre a nova igreja, Eduardo destaca a importância da nova construção. Ele pontua que a intenção não é apenas de um prédio bonito, mas de expressão da fé e do encontro com Cristo. “Há uma necessidade de reforma na igreja, uma questão de estrutura, estética e porque neste ano completaremos 60 anos de paróquia. Cada jubileu requer que a paróquia se reorganize. Reunimo-nos e vimos que havia necessidade de construção”, enfatiza.

Em Capivari de Baixo, a história do cristianismo remonta a década de 1950, quando da fundação da Paróquia, que no ano que vem completará seis décadas. A expectativa é que a obra do edifício esteja bem adiantada. Os projetos também estão sob a análise do Corpo de Bombeiros e no ano passado a prefeitura  liberou a construção. Em outubro ocorreu a bênção da pedra fundamental e o início dos trabalhos com o estaqueamento e, posteriormente, a fundação da nova matriz foram iniciados.