#pracegover Na foto, diversas lixeiras sob uma estrutura de proteção
Foto: Assessoria de imprensa Prefeitura de Braço do Norte

O lixo espalhado próximo das lixeiras nas comunidades de Braço do Norte é uma realidade que está prestes a terminar. A Secretaria de Agricultura, em parceria com a Fundação do Meio Ambiente (Funbama) realizaram um projeto piloto no Rio Amélia para conservação das lixeiras e embelezamento da área.

Conforme o secretário de Agricultura, Adir Engel, a mão de obra foi toda realizada pela equipe da Secretaria de Agricultura, com isso, o investimento não passou de R$ 1.480,00, além disso, foram reutilizadas paletas e óleo queimado, baixando os custos. “O custo é baixo para o benefício que teremos. Acreditamos que com estes protetores em formato de casinhas as lixeiras ficam com aspecto mais organizado, estimulando as pessoas a cuidarem do local, evitando transtornos como lixo espalhado pela estrada e, também, facilitando a coleta seletiva e a coleta convencional”, completou Adir.

Beto aprovou o projeto. “Golaço das nossas equipes da Agricultura em parceria com a Funbama. Juntando isso ao projeto de sinalização com placas feito em todo o interior, também pela equipe da Agricultura, demonstram o capricho e a preocupação que a administração tem com itens que parecem irrelevantes, mas fazem grande diferença no dia a dia das pessoas. Estão de parabéns! Estamos ansiosos para ver as próximas a serem feitas”, comentou.

Ele lembrou ainda que assumiu o compromisso com a população em intensificar ainda mais os cuidados do interior. “É assim que estamos trabalhando. Em breve teremos mais novidades”.

O local, feito no estilo colonial alemão, traz ainda avisos com dias e horários de coleta, explicações sobre a coleta seletiva e convencional e placas de conscientização.