Bertoldo Weber
Braço do Norte

Com uma previsão de faturamento de R$ 1 bilhão para este ano, a Cooperativa Regional Alfa (Cooperalfa), de Chapecó, no oeste do estado, assinou contrato de arrendamento das instalações da Cooperativa Regional Agro Leite do Sul (Coopersul), de Braço do Norte. A empresa, já em atuação no Vale, tem dois objetivos na região: democratizar e tornar transparente a filosofia do cooperativismo através da comercialização de seus produtos e trabalhar a criação de leitões na forma de integração para suprir sua própria demanda.

O gerente comercial que comandará a Cooperalfa no Vale, Eudes Biavatti, diz que a missão da cooperativa é promover o desenvolvimento sustentável do agronegócio a fim de gerar resultados econômicos e sociais. “A Cooperalfa trabalha com os pés no chão e estamos chegando ao Vale com objetivos sólidos e com uma marca de credibilidade entre os produtores”, enfatiza. Por ora, a empresa irá gerar cerca de dez empregos diretos em Braço do Norte.

A loja, no entanto, ainda não foi inaugurada, porém, produtores do Vale já estão integrados na criação de leitões. “São mais de três mil fêmeas integradas. Quando atingirem o peso ideal, são entregues para ao frigorífico Aurora. Acredito que as instalações estarão prontas até o fim de abril”, detalha Biavatti.

A Coopersul, explica o presidente Matias Weber, é a terceira cooperativa no ranking brasileiro em faturamento e chega ao Vale com a meta de abrir horizontes aos produtores. O contrato de arrendamento é para cinco anos. Hoje, a empresa ainda funciona e utiliza as instalações da Cravil, cujo contrato está em fase de rescisão. “A Cooperalfa não atuará somente no trabalho de armazenamento do milho da Conab. Queremos fazer muito mais pelos produtores do Vale”, afirma o presidente.

A cooperativa chegou ao fim do ano passado, no auge dos seus 40 anos de existência, com 106 unidades espalhadas em 80 municípios de Santa Catarina e em um do Paraná. Ao todo, são 14.421 associados, 1.589 funcionários e uma receita global de R$ 816 milhões. A Coopersul possui ainda capacidade estática para armazenar sete milhões de sacas de grãos e dispõe de marcas consagradas como Juba, Delis, Azulão, Flor do Oeste, Alfa-Mix, Semealfa e Nutrialfa.