Foto: Elvis Palma
Foto: Elvis Palma

Laguna

Um boto foi encontrado sem vida na praia do Mar Grosso na manhã deste sábado, 29. O animal, da espécie Tursiops truncatus, apareceu na faixa de areia entre o hotel Ravena (apenas referência) e o posto salva-vidas número 2.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) foi acionado e está a caminho para recolher o cadáver do animal. Segundo informa a instituição ainda na tarde deste sábado, a necrópsia deverá ser feita para determinar a causa da morte.

Esse é o quinto boto que surge morto na região lagunar em dezembro.

Mortes preocupam

Em 2018, apareceram 16 animais mortos na região, índice três vezes maior que no ano passado, quando cinco botos morreram. Os registros deste ano são um recorde desde 2012, quando o monitoramento mais aprofundado foi iniciado.

O professor da Udesc, Pedro Castilho, alertou que a taxa de mortalidade não acompanha a de natalidade e esse é um dos fatores preocupam os pesquisadores que monitoram a espécie, que é patrimônio imaterial da cidade. “Como estão morrendo só indivíduos juvenis, vai chegar uma hora em que não teremos mais indivíduos para reprodução. Isso pode criar uma espécie de hiato reprodutivo. Se houver uma queda imunológica, pode ser que a gente perca toda a população de uma vez”, afirmou.