#ParaTodosVerem Na foto, o cão Bravo, de Blumenau. Ele é um cachorro preto, especializado em busca e resgate, e atuará na operação organizada para encontrar pessoas desaparecidas no Estado do Pernambuco, que é castigado pelas chuvas há uma semana
Cão Bravo, do sargento Jacques Douglas Romão, de Blumenau, é dos três cachorros certificados em busca e resgate que atuarão em Pernambuco - Foto: CBMSC | Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) enviará cinco militares e três cães de busca e resgate para reforçar e apoiar o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE). Já há equipes de bombeiros e do Exército de outros localidades no Estado, que vem sofrendo com os efeitos da chuva desde o último dia 23 de maio. Até o começo da noite desta segunda-feira (30), as autoridades confirmavam a morte de 91 pessoas, o desaparecimento de outras 26. São mais de cinco mil desabrigados, principalmente nos municípios da Região Metropolitana do Recife e da Zona da Mata. A previsão de precipitação no Estado do Nordeste segue até esta sexta-feira (3).

Equipe do CBMSC que estará em Pernambuco:
– Major Clemente Stähelin Michels e cão Chewbacca, de Joinville
– Sargento Jacques Douglas Romão e cão Bravo, de Blumenau
– Cabo Carlos Alexandre de Souza e cadela Zaara, de Brusque
– Soldado Eduardo Silva de Souza, de Florianópolis (comunicação)
– Soldado Jean Renato Vieira, de Florianópolis (logística)

Todos os militares, incluindo os responsáveis pela comunicação e logística, possuem o curso de formação de Bombeiro Cinotécnico, exigido para atuação na atividade. Os três cachorros de busca e resgate também são certificados para este tipo de ocorrência. Os três binômios – como é chamada a dupla homem/cão – possuem larga experiência em resgates fora de Santa Catarina e estiveram nas operações Brumadinho, em Minas Gerais, em janeiro de 2019, e Petrópolis, no Rio de Janeiro, em março deste ano. A equipe do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina embarcará para o Pernambuco nesta terça-feira (31). O transporte será feito pelo avião Arcanjo 06, do Batalhão de Operações Aéreas (BOA).

A previsão inicial é que a equipe fique no Estado do Nordeste por pelo menos cinco dias. Eles deverão atuar na região do Grande Recife, a mais atingidas por deslizamentos e com o maior número de desaparecidos. “Mais uma vez estamos prontos para apoiar a população, seja em Santa Catarina ou em outro Estado. Sabemos a diferença que a atividade de cães faz nestes momentos. Somos um só Corpo de Bombeiros Militar e vamos apoiar as outras corporações sempre que for preciso, para salvar e trazer consolo para as famílias atingidas”, declara o Comandante-Geral do CBMSC, coronel Marcos Aurélio Barcelos.

Buscas entram no terceiro dia
A busca pelos desaparecidos em Pernambuco entraram no terceiro dia nesta segunda-feira. Estão envolvidos na operação: 198 bombeiros militares do Estado, 11 bombeiros da Paraíba, sete de Minas Gerais, oito do Rio Grande do Norte, oito policiais militares, 100 guardas municipais, 25 funcionários da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), 60 militares do Exército, 22 profissionais da Marinha e quatro policiais civis. Três aeronaves do Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social e três da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também atuam nas buscas, salvamentos e fornecimento de mantimentos para populações de áreas afetadas.

Fonte: Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul