A bombeira militar Stefania Veit recebeu a promoção por ato de bravura, graças a sua ação rápida e de coragem, durante uma ocorrência.

Em maio de 2017, a equipe prestava atendimento a uma parada cardiorrespiratória em Florianópolis. A mãe da vítima estava em estado de choque, sacou uma arma de fogo e ameaçou disparar contra os bombeiros. Stefania percebeu o risco e agiu rapidamente, imobilizando e desarmando a senhora.

Para ser promovido por ato de bravura, o militar precisa ter a ocorrência analisada exaustivamente por uma equipe técnica, que só a concede em casos realmente especiais. Stefania foi a primeira mulher da corporação a alcançar tal façanha.