O presidente Jair Bolsonaro vai debater a viabilidade do transporte de combustíveis sem a necessidade de intermediários no processo. Depois de ter defendido, na última semana, a comercialização de etanol diretamente entre os postos de combustíveis e as usinas, ele sinalizou apoio à venda direta de óleo diesel e gasolina importada aos postos.

Para a discussão do assunto, ele foi ao ministério de Minas e Energia conversar com o titular da pasta, Bento Albuquerque. Também participa da reunião o diretor-geral da Itaipu Binacional, Joaquim Silva e Luna. Ele não deixou claro todos os assuntos a serem discutidos, mas sinalizou que devem estar na pauta os preços do gás e dos combustíveis.

Desde o início do conflito entre Estados Unidos e Irã no Oriente Médio, Bolsonaro se reúne quase que semanalmente com Bento para discutir medidas para mitigar eventuais impactos sobre os combustíveis. O presidente disse que, na terça-feira (14/1), conversou com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre medidas que, na prática, podem baratear o custo de combustíveis.