Em mensagem natalina transmitida nas emissoras de TV aberta e rádios, o presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da primeira-dama Michele, afirmou que “o governo mudou” e “a esperança voltou” para o Brasil. No breve comunicado, o chefe de Estado destacou números da economia –  com queda nos índices de criminalidade e com aumento de turistas – e disse que agora “temos um presidente que valoriza a família, respeita a vontade de seu povo, honra seus militares e acredita em Deus”. O presidente também celebrou que ganhou uma segunda chance de viver após a facada que levou durante a campanha eleitoral de 2018.

No vídeo de dois minutos e 29 segundos, gravado minutos antes de ir ao ar, o presidente afirmou que o pagamento do 13° salário para os beneficiários do Bolsa Família, a Lei da Liberdade Econômica e as obras feitas pelo Exército demonstram os novos rumos do país. “Estamos terminando 2019, sem qualquer denúncia de corrupção. O mundo voltou a confiar no Brasil. O viés ideológico deixou de existir em nossas relações comerciais”, disse o presidente.

Agradeceu aos seus 22 ministros, os quais comentou que foram escolhidos por questões técnicas, e também aos servidores “pela compreensão e orações que nos levaram a várias realizações”. O presidente disse que sabia que não seria fácil sua missão, pois assumiu um país “em crise profunda”, mas avaliou que, ao final de 2019, os resultados são positivos. No final, Michele pregou a união para “criarmos juntos um Brasil mais justo, mais inclusivo e mais solidário para todos”.