Jailson Vieira
Tubarão

Se algumas novelas duram, em média, seis meses, outras estendem-se um pouco mais, cerca de sete a oito meses, quando o Ibope é extraordinário. Na contramão, um folhetim tem se tornado um pouco indigesto. Desde março, os agentes de limpeza, que prestam serviço para a prefeitura de Tubarão e suas fundações, recebem o montante e os demais benefícios com atraso. 

Os valores que deveriam ser efetuados no quinto dia útil pela empresa terceirizada All Serv, de Sergipe, mais uma vez não foram quitados ontem e, conforme os trabalhadores, não há perspectiva de quando serão pagos. O vale-transporte e alimentação referente a julho nem sequer foram acertados.  

Segundo a gerente de limpezas, não há informação para o pagamento. “E se os funcionários não estão satisfeitos, que peçam para sair, pois o que mais tem na cidade são pessoas em busca de um emprego, mesmo com os atrasos”, posicionou-se. 

Ontem, a equipe do Notisul entrou em contato com o representante da empresa na Cidade Azul para perguntar quando os valores serão quitados e os benefícios regularizados, porém ele não quis responder. Conforme os trabalhadores, o representante afirmou que tem até o próximo dia 30 para sanar as dívidas referentes ao mês passado. 

“A insegurança tem sido a nossa companheira nos últimos meses. Não podemos fazer compras porque não sabemos quando receberemos. Está complicado continuar desta forma. Já buscamos ajuda e parece que nada mudou”, lamenta uma trabalhadora.