Porto Alegre (RS)

Emoção, lágrimas e carinho marcaram nesta terça-feira a ação de Natal com bebês internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Os pais que acessaram a unidade na véspera do Natal tiveram uma surpresa: eles encontraram seus nenês vestidos com toucas e saquinhos de Papai Noel.

Os casais foram recebidos ao som da música o “Bom Natal”, cantada pelo coral de funcionários que trabalha na UTI e o médico pediatra Alexandre Fiore, vestido de Papai Noel, distribuiu bombons aos pais.

O momento mais esperado, no entanto, foi o encontro das mães e dos pais com as crianças. No quarto 1 do bloco B, o casal Elisângela dos Santos Pelegrini e Emerson da Silva Teixeira, do Paraná, não contiveram a emoção. A mãe começou a chorar ao encontrar o filho Davi, de 33 semanas e quatro dias. “Esse gauchinho é o nosso presente de Natal”, disse o pai.

Muito emocionada, a mãe explicou que o nascimento do bebê, primeiro filho do casal, estava previsto para o final do mês de janeiro de 2020. Eles estavam indo no sábado, dia 22 de dezembro, para a cidade de Umuarama, no Paraná, quando tiveram que interromper a viagem. “O Davi veio antes do tempo e decidiu nascer em solo gaúcho. É o meu presente de Natal”, afirmou a mãe que mora há seis anos em Porto Alegre.

Já o casal Cláudia Montenegro e Dhuio Rodrigues, de Esteio, pais de Caio, de 35 semanas, afirmaram que o coração estava transbordando de emoção e alegria. “É uma situação única. É um belo presente de Natal estar aqui com ele”, explicou a mãe com os olhos que se encheram de lágrimas a cada toque no menino.

O mais novo sagitariano do Rio Grande do Sul nasceu no dia 17 de dezembro no Hospital Moinhos de Vento. Sentada em uma cadeira da UTI Neonatal, a mãe Sharlene Teixeira de Souza não parava de olhar e acariciar o menino Miguel, de 40 semanas. Os raros momentos em que não olhava para o bebê era para falar com o marido Jusmar Silveira da Silva que observava a cena de contemplação da vida entre Sharlene e Miguel. “O Miguel é o verdadeiro significado do Natal que é o amor, a força e a renovação”, disse a mãe.      

Tornar o momento mais leve

A médica Desiree de Freitas Valle Volkmer, chefe do Serviço de Neonatologia do Hospital Moinhos de Vento, disse que a iniciativa teve a proposta de buscar tornar mais leve esse momento. “São 34 anos de UTI e o nosso lema é a alta complexidade com extremo amor. Mesmo sendo um lugar difícil de estar com o seu bebê, porque aqui temos muitas emoções com dias melhores e piores, a gente sempre presta atenção no cuidados dos bebês e das famílias”, destacou.

Desiree de Freitas disse que em datas especiais, o hospital promove alguma ação que envolve toda a equipe. “Aqui na UTI Neonatal, a gente fala que é Natal ano inteiro porque Natal é nascimento”, acrescentou. A médica rotineira Elizabeth Eckert Seitz, da UTI Neonatal, que possui um ateliê em casa fez os saquinhos e as touquinhas.

A profissional já realizou outras ações como distribuir corações no Dia Das Mães, nécessaires para mães e equipe. “A nossa equipe tem um olhar diferenciado para o bebê e um cuidado com a família. Somos uma UTI de Alta Complexidade, mas a gente é uma unidade que tem muito amor”, acrescentou. A UTI do Hospital Moinhos de Vento possui 20 bebês internados.