Uma mãe foi presa pela morte de sua bebê de apenas um ano. Kimberly Nelligan, 33 anos, de Bangor nos Estados Unidos tirou a vida da pequena Jordy ao esfregar heroína em suas gengivas na tentativa de fazê-la dormir.

O terrível caso ocorreu no dia 19 de outubro de 2018. E o julgamento de Kimberly ocorreu na última quarta-feira (18/09). No julgamento, o pai biológico da pequena Jordy revelou que havia visto pelo menos 15 vezes Kimberly esfregar o opioide fentanil, que contém heroína, nas gengivas da filha.

Este medicamento é altamente viciante e só deve ser usado para tratar casos extremos de dor em adultos. Para se ter uma ideia, este medicamento é cem vezes mais potente do que a morfina!

O pai ainda relatou que Kimberly lhe disse que também tinha feito isso nos dois filhos mais velhos do casal quando eles eram menores e que nunca havia tido problemas. Ela relatou que a morte da pequena Jordy foi acidental.

Ao chegar para o julgamento, Kimberly xingou a imprensa e ainda fez gestos obscenos. Após comparecer no tribunal pela primeira vez, Kimberly pagou a fiança e deixou a prisão. Ela saiu com a condição de que não poderá ter contato com o pai de seus filhos, nem com seus filhos e nem com menores de 18 anos. Kimberly terá mais uma etapa de seu julgamento no dia 12 de novembro.