Recebeu alta a bebê encontrada no canteiro próximo à Administração da Candangolândia, no Distrito Federal. Segundo a unidade de saúde, a paciente saiu da incubadora da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e foi para o berçário do Hospital Materno Infantil de Brasília. A menina ficou por 19 dias recebendo cuidados especiais na incubadora

A bebê foi encontrada por populares que passavam por uma área verde na QR 2, da Candangolândia, no dia 17 de março. Ela estava em um canteiro de flores. Contudo, por receio, não quiseram pegar a criança e acionaram, o Corpo de Bombeiros. A equipe a encontrou envolvida em uma manta, com uma fralda. Ela ainda tinha restos do parto, como cordão umbilical, que tinha um pequeno sangramento.

No momento do socorro a bebê apresentou dificuldade respiratória e tremores. Ela recebeu os primeiro cuidados dos bombeiros e logo foi encaminhada para o Hmib. Segundo análise da médica que atendeu a criança, ela teria nascido em menos de 24 horas do momento que foi encontrada.O nome Maria Flor foi dado pelos militares que salvaram a vida dela.

 

O abandono da bebê foi registrado na 11ª Delegacia de Polícia (Núcleo Bandeirante) e os agentes tratavam o caso como abandono ou exposição de recém-nascido.

A mãe da criança, 37 anos, foi presa em flagrante por abandono de incapaz na segunda-feira (18/3). A Polícia Civil chegou até a suspeita após um dia de investigação. “Fiquei desesperada. Estou desempregada e tive medo de não conseguir manter meus filhos. Eu a deixei lá com a intenção que alguém cuidasse dela”, desabafou a mulher à polícia.