#Pracegover foto: na imagem há um homem e bateria
#Pracegover foto: na imagem há um homem e bateria

O baterista dos Rolling Stones, Charlie Watts, morreu em Londres aos 80 anos, anunciou seu agente nesta terça-feira (24), lamentando a morte de “um dos melhores bateristas de sua geração”.

“Com grande tristeza anunciamos a morte do nosso querido Charlie Watts”, afirmou seu agente em um comunicado, acrescentando que “ele morreu tranquilamente em um hospital de Londres hoje mesmo, cercado pela sua família”.

No início de agosto, o baterista anunciou que não poderia fazer parte da turnê americana da banda, que foi adiada para este ano por causa da pandemia do novo coronavírus. De acordo com um comunicado feito pelo porta-voz de Watts, os médicos do baterista, de 80 anos, o aconselharam a descansar e se recuperar do procedimento cirúrgico feito recentemente, que foi bem-sucedido. O comunicado não dizia qual era o procedimento.

“Pela primeira vez, meu tempo estava um pouco errado”, disse Watts no comunicado. “Estou trabalhando muito para ficar em forma, mas hoje aceitei o conselho dos especialistas que isso vai demorar um pouco.”

O músico disse ainda que não queria que sua recuperação atrasasse a turnê, que deve começaria em setembro. “Depois de todo o sofrimento causado pela Covid, eu realmente não quero desapontar os fãs do Stones que já estão com seus ingressos com mais um anúncio de adiamento ou cancelamento. Por isso, pedi para meu grande amigo Steve Jordan para me substituir.”

Essa não é a primeira vez que Watts é substituído por Jordan. Em 2004, o músico passou por um tratamento contra o câncer e o amigo assumiu o seu posto.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Correio do Povo