#ParaTodosVerem Na foto, uma câmera térmica recém adquirida para o 8º Batalhão de Corpo de Bombeiros Militar em Tubarão
Com a câmera térmica, os militares conseguem visualizar ambientes com muita fumaça ou completamente escuros, por exemplo - Foto: CBMSC | Divulgação

Uma câmera térmica passará a auxiliar as equipes do 8º Batalhão de Bombeiros Militar em Tubarão a visualizar com maior facilidade o foco de um incêndio e a localizar de possíveis vítimas. O equipamento foi adquirido por meio de recursos do projeto Fundo de Penas Alternativas, desenvolvido pelo Centro de Apoio Operacional Criminal e da Segurança Pública (CCR) do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). O equipamento permite que os bombeiros tenham uma visão da imagem térmica formada em um ambiente onde não há visibilidade a olho nu.

O Fundo de Penas Alternativas funciona por meio de um termo de cooperação técnica firmado pelo MPSC com os órgãos de segurança pública de Santa Catarina. Esses termos permitem a aplicação, na segurança pública, de recursos oriundos de transações penais, suspensões condicionais do processo e acordos de não persecução penal na segurança pública. Para receber a verba, os representantes locais dos órgãos de segurança pública devem apresentar um projeto, a ser avaliado pelo Ministério Público, relacionado ao aparelhamento e à modernização da atuação ou para as despesas de custeio necessárias ao bom funcionamento das unidades que atendem a comarca ou região.

Fonte: Ministério Público de Santa Catarina
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul