Líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros (PP-PR) afirmou nesta terça-feira que o presidente Jair Bolsonaro buscará a reeleição no próximo ano em uma coligação com o PL, PP e Republicanos, todas legendas do Centrão. O mandatário se filiou nesta terça ao PL, em evento em Brasília.

“Vamos iniciar a campanha. O presidente escolheu o PL, ele pede apoio ao Republicanos, Progressistas (PP) e Liberais (PL), além de outros partidos que estarão com o presidente Bolsonaro. A partir de hoje, começamos com a costura das alianças regionais, uma vez decidida a filiação do presidente Bolsonaro. Vai ser um esfoço de conciliação para fortalecer os palanques regionais para que o presidente Bolsonaro possa ter uma reeleição tranquila”, afirmou, sem citar quais são os outros partidos.

Bolsonaro foi filiado ao PP por 10 anos. Depois de deixar a legenda, foi para o Partido Social Cristão (PSC), que deixou para entrar no PSL, por onde se candidatou à presidência. Na ocasião, Bolsonaro e seus apoiadores passaram a atacar os partidos de centro, ligando-os à corrupção e o famoso ‘toma lá dá cá’. No decorrer do seu governo, ele acabou se alinhando ao Centrão para conseguir uma base de sustentação no Congresso, e agora retorna, oficialmente, a uma legenda desse espectro político.

Barros afirmou que as negociações em cada estado estão evoluindo agora, após a filiação de Bolsonaro e com a filiação de pessoas próximas a ele. A ideia é filiar ministros de estado nessas três legendas, em especial PP e PL. Nos estados onde o PL não tiver espaço para figuras alinhadas ao presidente, bolsonaristas devem dar preferência ao PP e, por último, ao Republicanos. O presidente nacional da legenda, deputado Marcos Pereira (SP), estava no evento de filiação nesta terça.

“Teremos ministros de todos esses partidos se filiando para mostrar a força dessa aliança de três partidos, e outras que virão com a eleição de Bolsonaro”, afirmou Barros.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Correio do Povo