Karen Novochadlo
Tubarão

Os bancários voltaram ao trabalho ontem. O presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Tubarão e Região (SEEBTR), Armando Machado Filho, já previa que isso fosse ocorrer, após a aprovação de uma contraproposta feita pelos bancos. O retorno ao trabalho foi imediato. Todas as 45 agências abrangidas na base do SEEBTR abriram as portas.

Para o mecânico Anilton Blazius Feliciano, o fim da greve dos bancários chegou em boa hora. Acostumado a pagar todas as suas contas em agências, ele teve que mudar a rotina e frequentar as lotéricas. Estes estabelecimentos viram o movimento aumentar consideravelmente no período de paralisação.

Assim como Anilton, muitas pessoas optaram pelas lotéricas para manter as contas em dia. Segundo Valtair Guedes Ehlers, proprietário de uma destas casas, localizada no centro de Tubarão, o número de clientes aumentou em 30% por causa da greve. “Muitos não tinham como pagar as contas se não fosse por nós”, reforça. Entretanto, cada fatura não poderia ultrapassar R$ 1 mil.

Já para a proprietária de uma outra lotérica, Tânia Gaspar da Silva, o movimento cresceu cerca de 10%. “Acredito que muitos vieram por causa do acúmulo da Mega-Sena e por ser início do mês. A greve dos bancários teve pouca influência”, analisa Tânia, que admite o crescimento do número de saques e depósitos efetuados em contas da Caixa Econômica Federal.

Mesmo com o fim da greve, a dica é continuar a efetuar pagamentos de contas em lotéricas. O objetivo é evitar o sobrecarregamento dos bancos.

Proposta aceita

• Rede privada
Reajuste salarial de 7,5% para quem ganha até R$ 5.250,00. Aqueles com vencimento superior agora têm a garantia de aumento mínimo de 4,29%, o mesmo índice proposto desde agosto, data-base da categoria. A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) também subiu 7,5%.

• Rede pública
O reajuste salarial também foi de 7,5%. A diferença é que será de forma linear, ou seja, para todos os empregados, independente do salário. A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) segue o mesmo percentual da rede privada: 7,5%.

• Águas de Tubarão
Os usuários do Águas de Tubarão que não conseguiram pagar as contas por causa da greve podem ficar tranquilos. Os que receberam notificação de corte do fornecimento têm até a próxima segunda-feira para regularizar a situação. Mesmo com o retorno das atividades bancárias, a Agência Reguladora não efetuará o corte nos próximos dias, oferecendo ao usuário a oportunidade de efetuar o pagamento e evitar transtornos.