O litoral de Santa Catarina está com 80,3% dos pontos próprios para banho e na região da Amurel, apenas dois pontos aparecem com impróprios no último relatório de balneabilidade.  Este é o melhor resultado registrado pela pesquisa neste ano. 

As coletas realizadas na sema passada apontam que o Ponto 8 da Praia do Porto, em Imbituba, e a Prainha do Farol, no Farol de Santa Marta, em Laguna, não oferecem condições de balneabilidade. Garopaba e Jaguaruna aparecem com todos os pontos próprios para banho.

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) realiza a pesquisa em 229 pontos dos 500 quilômetros da costa catarinense. Em Florianópolis, dos 85 locais analisados, 68 estão adequados para banho de mar, o que representa 80%. No restante do litoral, do total de 144 pontos, recomenda-se o mergulho em 116.

Em relação ao relatório anterior, divulgado em julho, 13 pontos passaram da condição de impróprio para próprio e quatro da condição de próprio para impróprio. As amostragens e ensaios são efetuados nos municípios de Araranguá, Balneário. Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo e São José.

O IMA realiza a pesquisa semanal na Praia Central de Balneário Camboriú e no ponto 11 da Beira-mar Norte, em Florianópolis. Durante a baixa temporada, de abril a outubro, os relatórios são divulgados mensalmente. De novembro a março, a pesquisa ocorre todas as semanas nas praias catarinenses. Os relatórios mensais de balneabilidade, a condição de cada praia e o histórico de todos os pontos analisados podem ser acessados em balneabilidade.ima.sc.gov.br.