O encalhe de uma baleia-jubarte, da espécie Megaptera novaeangliae, foi registrado nesta sexta-feira (23) na Praia Grande, em Laguna, região do Farol de Santa Marta. O mamífero juvenil, macho, com mais de 7 metros de comprimento e 8 toneladas já estava sem vida e em avançado estado de decomposição quando parou no local.

O fato prejudica a definição da causa da morte, porém a avaliação preliminar identificou uma fratura no crânio. Mesmo assim, seguindo o Protocolo de Encalhes da APA da Baleia Franca foram coletadas amostras biológicas para análise.

“Após as coletas é necessário a destinação adequada da carcaça. Segundo o protocolo sugere-se o enterro na praia em local isolado, de preferência próximo as dunas móveis, na base da estrutura”, informou o Coordenador Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Udesc, Dr Pedro Volkmer de Castilho .

A retirada do animal e enterro feito pela equipe da unidade precisou de autorização ambiental da Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama) para destinação adequada da carcaça.

A autorização do órgão ambiental municipal também é necessária por conta de uma Área de Preservação Permanente (APP), tendo como condicionante a apresentação de um relatório comprovando a destinação final da carcaça, no prazo de trinta dias.

A ação foi coordenada pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), de Laguna, através do Laboratório de Zoologia. A ação contou com o apoio do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP), Flama, Secretaria de Obras e Secretaria Estadual de Infraestrutura.

 

Fonte: Gov.  Laguna

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul