O avião de pequeno porte que caiu na manhã deste sábado (15), em Ipumirim, voltava de Florianópolis após deixar o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Júlio Garcia, candidato a deputado estadual pelo PSD. O político desembarcou no Aeroporto Hercílio Luz e seguiu de carro para o Sul do Estado. 

O avião que estava alugado a uma empresa de táxi aéreo de Xanxerê, decolou em Chapecó as 07h20 e chegou na capital uma hora depois. E no voo de volta para Chapecó a aeronave caiu, 10 minutos antes do pouso. 

Ao colunista da NSC Total, Anderson Silva, Júlio Garcia disse que chegou em Florianópolis acompanhado do piloto e um assessor. 

“O voo na vinda foi totalmente normal, dali para frente não sei mais nada. Saímos de lá com neblina, mas nada de complicado”.

Júlio Garcia diz que foi a segunda vez que pegou voo com o piloto que morreu no acidente. “Ele era experiente, voei com ele outra vez quando fui a Porto Alegre visitar o João Rodrigues (PSD)”.