Uma ação conjunta das polícias Civil e Militar de Imaruí, resultou na prisão em flagrante de um autor de homicídio. Na noite desta quinta-feira (25), identificaram e prenderam o suspeito de ter disparado duas vezes com uma espingarda calibre 32 Gauge contra a vítima Édson Maria dos Passos, causando a sua morte sem qualquer possibilidade de defesa.

Após a ocorrência do crime, por volta das 21h30, populares acionaram a Polícia Militar informando que uma pessoa conduzindo um veículo Celta branco teria efetuado dois disparos de arma de fogo contra um transeunte, causando a sua morte no local.

Além dos Policiais Militares, deslocaram-se até o local os Policiais Civis do Setor de Investigações e Capturas de Imaruí, que coletaram informações de testemunhas que estavam no local. O IML e o IGP também foram acionados.

Segundo os levantamentos preliminares, a vítima e o suspeito estavam em um bar ingerindo bebidas alcoólicas e tiveram uma breve discussão com ameaças recíprocas. Ao sair do local, o autor dos disparos teria afirmado que “hoje eu mato um”, conforme relato dos populares.

Durante esses levantamentos, os Policiais Civis e Militares que estavam no local avistaram e se surpreenderam com o fato de uma motocicleta pertencente ao suspeito estar trafegando nas proximidades, cujo condutor apresentava as mesmas características da pessoa que estavam procurando.

Os policiais saíram em perseguição à motocicleta e abordaram o condutor cerca de 1km dos fatos. Na abordagem, o autor foi identificado e confessou a prática delitiva e tentava justificar com o argumento de que era “ele ou eu”. O suspeito também apontou aos policiais onde havia escondido a arma de fogo usada no crime.

O acusado contou que estava num bar da região quando a vítima chegou ameaçando com os dedos em riste “eu te conheço”, desencadeando uma breve discussão com ameaças recíprocas. Ao sair do bar com medo, passou em casa, pegou uma espingarda sem registro e foi em busca da vítima e disparou duas vezes em seu peito.

Diante da situação de flagrante delito, o suspeito foi conduzido à Central Policial de flagrantes, onde foi realizado todo o procedimento e documentadas as provas. A resposta rápida das forças de segurança a um crime desta gravidade, muito além da solução de um caso, constitui de um acalento mínimo aos familiares e à sociedade já abalada com o fato.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul