Tubarão

Uma audiência pública será realizada na próxima quarta-feira (28), na sede da Amurel, às 14h, para a apresentação do projeto técnico e discussão das propostas do estacionamento rotativo e melhoria do fluxo de trânsito, em Tubarão. Após o encontro, o projeto será encaminhado até o próximo dia 5 para o Tribunal de Contas (TC).

 A expectativa é que o parecer do TC ocorra em até 45 dias. Se aprovado, em 90 dias a prefeitura abrirá a licitação da concessão. A previsão final de operação é para outubro deste ano.

 Conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Harrison Marcon Cachoeira, as propostas foram bem encaminhadas e ele espera com ansiedade a implantação do sistema rotativo. “O processo tem sido bem conduzido e com a aprovação na próxima semana, os trabalhos tomarão uma boa proporção e a expectativa é de agilidade. Ficamos na torcida pela aprovação rápida também pelo Tribunal de Contas”, destaca.

 O encontro desta quarta-feira (21) ocorreu na sede da CDL com os representantes da entidade e o secretário de urbanismo, mobilidade e planejamento da prefeitura, Alexandre Moraes. Na reunião realizada no mês passado, Moraes, afirmou aos lojistas da cidade que, dentro das expectativas, o estacionamento rotativo deveria estar em operacionalização até o fim do primeiro semestre.

No final de 2015, a prefeitura no governo de Olavio Falchetti (PT) rescindiu o contrato com a Extran, empresa que administrava o sistema rotativo, após muitas reclamações. Em 2016, junto com a aplicação de multa de R$ 320.724,00, o Paço Municipal também declarou a inidoneidade da empresa. Há quase três anos, não existe estacionamento rotativo na cidade.