Laguna

 
Os técnicos do Instituto de Pesquisa da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) começarão a trabalhar na atualização do cadastro imobiliário de Laguna na próxima terça-feira. O trabalho começará a ser feito pelo Mar Grosso.
 
Os profissionais estarão devidamente uniformizados, identificados com crachás e visitarão os moradores entre 8 e 14 horas, sempre de segunda a sexta-feira. O trabalho é desenvolvido por meio de um contrato assinado com a Unesc no ano passado. O valor foi de R$ 307,5 mil. O recurso é do Programa Nacional de Modernização da Administração Tributária (Pmat).
 
O recadastramento será feito através de fotos de satélite. Com isso, a prefeitura poderá saber quais os imóveis não estão cadastrados, quais tiveram acréscimo de área e ainda que áreas foram habitadas irregularmente, sem estarem cadastradas.
 
Desta forma, a estimativa do secretário da fazenda da prefeitura, Nauro Pinho, é que haja um acréscimo de dez mil imóveis (entre edificações já cadastradas, mas que foram ampliadas, e não catalogadas) e aumento de 30% na arrecadação do IPTU.
 
A atualização do cadastro imobiliário é apontada pelo Ministério das Cidades como uma saída para o desenvolvimento de pequenos municípios. Segundo o órgão, a maioria das cidades brasileiras desconhece a existência de loteamentos ilegais, a organização de registros de propriedades e imóveis, e não sabe, exatamente, qual é sua área construída, o que dificulta a atuação e fiscalização de impostos. 
 
Serviço
Quem tiver alguma dúvida pode buscar outras informações junto à secretaria de fazenda da prefeitura, por meio do telefone (48) 3644-8721. O horário de funcionamento é das 13 às 18 horas.