Wagner da Silva
Braço do Norte

O clima é de empolgação e suspense em Braço do Norte. E tudo por conta do evento Atleta Solidário, idealizado pelo Notisul com o único intuito de marcar um gol de placa em favor de quatro entidades sociais e ainda celebrar o aniversário de 54 anos de emancipação de Braço do Norte. O evento ocorre hoje, às 16 horas, no ginásio da Escola Dom Joaquim. Vários brindes serão sorteados no local.
Centenas de camisetas-ingressos foram vendidas. Os times estão prontos para entrar em campo e defender o título da solidariedade e contemplar a Apae, a Casa Lar, o Hospital Santa Teresinha (HST) e a Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) com o montante arrecadado no evento esportivo e familiar.

A apreensão dos jogadores é quanto ao suspense criado pela equipe dos padres. Até o momento, ninguém sabe quem jogará. Muitos acham que o time treina escondido e será a sensação da disputa. O técnico Inivaldo Ostrowski despista: “Não encontrei nem o capitão ainda”, resume Inivaldo. Para o contador Carlos Albino, atleta do HST, o evento tem uma finalidade maior. “É uma iniciativa bacana e todos já são vencedores. O mais divertido será a confraternização entre as entidades, os atletas e a comunidade”, enfatiza, empolgado.

O goleiro da Apae, Antonio Miranda, mostra que o clima entre os jogadores é de disputa amigável. “Treinamos até jogadas ensaiadas. Nosso time irá surpreender”, destaca ele, aos risos. O radialista Adilson Della Giustina, jogador da RFCC, afirma que difícil montar a equipe. “Vou jogar no ataque, fazer gols e levar nossa equipe à vitória”, promete.

As equipes vencedoras
Quatro equipes amadoras de futsal foram formadas para disputar o primeiro troféu Atleta Solidário. Os times competirão em um quadrangular.
O sorteio para saber quem enfrentará quem foi feito pelo diretor da Comissão Municipal de Esportes (CME), Rafael Cordioli, com a presença de um representante de cada entidade e de cada time.
A Casa Lar pega o Hospital Santa Teresinha, e a Apae o time da Rede Feminina de Combate ao Câncer.

A Apae será representada por membros dos dois Lions Clubes de Braço do Norte e do Rotary. Na defesa da Casa Lar, estarão os padres da Diocese de Tubarão.
Já o Hospital Santa Teresinha, será representado por atletas da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Empresarial do Vale do Braço do Norte (Acivale). A imprensa local representará a Rede Feminina de Combate ao Câncer.