Tubarão

Nesta quinta-feira, 20 de fevereiro, é considerado o Dia Nacional de Combate às Drogas e Álcool. A data é simbólica, mas de extrema importância para promover e incentivar o combate de quem luta contra a dependência. A saúde pública oferece alguns serviços para ajudar nesta situação. Em Tubarão, uma ação do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – CAPS AD uniu os pacientes para uma palestra sobre o tema e para a realização de atividade física.

Cerca de 20 pacientes compareceram a atividade alusiva ao dia 20 de fevereiro. A equipe, desta vez, buscou levar um conteúdo diferente, como informa a assistente social e coordenadora do CAPS AD Anelise Soares. “Queremos mais uma vez alertar para o tema, só que neste momento especial, trouxemos o destaque para a atividade física. O quanto ela é importante no combate do vício e também falar um pouco de como é possível mudar o caminho e ter uma melhora de vida”. As reuniões e os grupos ocorrem toda semana em busca de conscientizar cada participante sobre o quanto a escolha dele vai ser benéfica para si próprio. Outra questão que é debatida, é o auxílio da família no acompanhamento. “A gente entende que a dependência é uma doença crônica, com tratamento difícil e complexo, sendo necessário o envolvimento da família. Todas nossas atividades tentamos buscar isso ao juntar o tratamento com o apoio familiar”, relata a profissional.

 
Buscando ajuda

 
O CAPS AD é uma unidade de saúde pública especializada em pacientes que fazem o uso abusivo e prejudicial de drogas e álcool. O serviço dispõe de uma equipe multidisciplinar que propõe grupos terapêuticos, consultas médicas, oficinas, atendimentos individualizados, acompanhamento psicossocial e visita domiciliar, tudo mediante a necessidade de cada situação.

O serviço é de porta aberta, ou seja, com demanda espontânea, mas o paciente pode ser encaminhado também pela própria Unidade Básica de Saúde (UBS), como explica a responsável. “Se o paciente tiver vontade, basta trazer os documentos, cartão do SUS e um comprovante de residência. O caso será analisado e assim, o paciente começa a ter o acompanhamento. O mínimo que preconizamos são seis meses de encontro, mas isso varia de cada caso e sua demanda”.

O CAPS AD tem funcionamento de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas. Para mais informações entre em contato pelo telefone: 3632-7368.