#ParaTodosVerem Na foto, duas mulheres observam a Serra Catarinense no mirante. Uma delas está sentada na mureta e a outra faz uma fotografia com o celular
Após dois anos de estagnação, o setor de atividades turísticas de Santa Catarina voltou a registrar crescimento. Conforme dados da Fiesc, houve expansão de 44,8% no primeiro semestre deste ano - Foto: Cristiano Estrela | Secom | Divulgação

O Índice de Atividade Econômica (IBC) de Santa Catarina apresentou um crescimento de 0,8% em maio na comparação com abril, na série sem efeitos sazonais. Conforme análise do Observatório Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), o indicador apurado pelo Banco Central ficou acima da média nacional, que registrou retração de 0,1%. No acumulado em 12 meses, o Estado registrou 3,1% de expansão contra 2,7% do índice do país. Já no acumulado do ano, entre janeiro a maio, o crescimento é de 1,2%. “A economia catarinense vem recuperando o ritmo de crescimento, com bons indicadores na geração de emprego e no comércio exterior. A indústria tem um papel fundamental nesse processo, ao estimular as atividades também nos demais setores econômicos”, valoriza o presidente da entidade, Mario Cezar de Aguiar.

A indústria catarinense apresentou, em maio, uma expansão maior do que a média nacional, com crescimento de 1,6% frente a abril, na série com ajuste sazonal. Esse resultado representa a segunda expansão consecutiva na produção industrial do estado. No acumulado do ano, no entanto, a Indústria ainda aponta recuo na produção em Santa Catarina e na média brasileira, impactado pelo ambiente internacional. De acordo com análise do Observatório Fiesc, o setor de serviços segue orientando a expansão da atividade econômica em 2022 no Brasil e em Santa Catarina, incentivado pelo maior consumo das famílias.

“Mesmo em um cenário de inflação alta persistente e perda do poder de compra da população, o atual ciclo econômico favorece o setor de Serviços, que se beneficia com a normalização da economia”, avalia a economista do órgão, Mariana Correia Guedes. Ainda segundo o Observatório Fiesc, um dos maiores destaques é o setor de atividades turísticas, que desde abril recuperou o nível de atividade pré-pandemia e registrou expansão de 44,8% no acumulado do ano, de janeiro a maio. 

Fonte: Federação das Indústrias de Santa Catarina

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul