Apesar da atual estrutura em Congonhas estar bastante precária, não é previsto nenhum tipo de reforma até o início das obras no local. A nova ponte será edificada ao lado da atual.
Apesar da atual estrutura em Congonhas estar bastante precária, não é previsto nenhum tipo de reforma até o início das obras no local. A nova ponte será edificada ao lado da atual.

Zahyra Mattar
Jaguaruna

A expectativa é que seja assinado em 15 dias o convênio entre as prefeituras de Tubarão e Jaguaruna com o governo do estado, para a liberação de recursos à construção da nova ponte de Congonhas.
Com isso, termina a saga iniciada há três anos para solucionar a questão. Por outro lado, começa outra: licitar e construir a passagem. O convênio prevê o repasse de R$ 600 mil do estado. Cada prefeitura arcará com mais R$ 150 mil para complementar o valor da obra, inicialmente orçada em R$ 900 mil.
“Realizar esta obra é uma questão de honra. Até a próxima temporada, teremos a passagem pronta”, promete o prefeito de Jaguaruna, Inimar Felisbino Duarte. O município será o gestor do convênio e caberá ao executivo licitar a obra.

A previsão de Inimar é que o edital de licitação seja lançado na segunda quinzena do próximo mês e os trabalhos no limite com Tubarão iniciem entre o fim de março e o começo de abril, no máximo. A atual travessia, de madeira, foi interditada pelo lado da Cidade Azul há pouco mais de dois anos.

Uma vistoria técnica feita por engenheiros da prefeitura de Tubarão apontou que a passagem corre risco de desabar. A secretaria de infraestrutura tentou, diversas vezes, bloquear o trânsito de carros e caminhões, mas a própria comunidade tira as barricadas.