“Recebi uma ligação ontem do Nei e do Emerson, me fizeram uma proposta e eu continuo com a minha pedida. Hoje define isso, se eu vou para o Tigrão ou não”. 

O Criciúma, que estava com perspectiva de nem contratar mais o técnico para o Catarinense, muda os planos e volta a procurar por Argel mais uma vez.

É a terceira vez, desde o final do ano passado, que o Tricolor contacta Argel Fucks. “Se eu fechar, estarei aí (em Criciúma) pronto para trabalhar pelo Tigrão”, ressalta o comandante.

 Por enquanto, Grizzo segue normalmente no comando do Criciúma, mas a situação pode mudar a qualquer momento, caso o clube acerte com Argel.

“Em 2013 cheguei ao Tigrão, mandei ligar os refletores, trabalhamos e empatamos contra o Atlético.MG, campeão de Libertadores, em 1 a 1. E este ponto foi importante para a nossa permanência”, relembra.