Amanda Menger
Tubarão

A tolerância de dez minutos no sistema de estacionamento rotativo de Tubarão entrou em vigor ontem. A mudança foi reivindicada pelos representantes de entidades empresariais, sindicatos e dos direitos do consumidor. Uma das principais reclamações dos usuários é que antes era preciso comunicar a orientadora para usufruir os cinco minutos da tolerância e aí estava a dificuldade: encontrar a orientadora.

“Acredito que esta mudança facilitará a vida dos motoristas. Venho a Tubarão pelo menos uma vez por semana e acostumei a ter os cartões de estacionamento no carro depois que fui notificado. Nem sempre é fácil encontrar a orientadora. Com os dez minutos, podemos procurar a menina ou ir até um ponto de venda”, observa o médico veterinário Oséas Schmitz de Souza, de Jaguaruna.

Como as alterações passaram a valer ontem, muitos usuários não sabiam da tolerância. “Nem sabia que teria esta mudança. Acho que será melhor assim. Principalmente para quem precisa fazer alguma volta rápida”, analisa o impressor Robson Luiz, morador de Capivari de Baixo.

Para o comerciante Rangel Felippe, o melhor seria que não tivesse a Área Azul. “Para quem precisa usar sempre é muito ruim. Seria melhor se não existisse estacionamento rotativo. Mas, talvez agora, melhore um pouco com estes dez minutos”, avalia.
A tolerância começa a valer quando a orientadora assina o aviso, que ficará no vidro do carro. Nesse papel, são anotadas informações como placa, horário e data. Uma cópia fica com a orientadora que terá ainda que anotar as mesmas informações em um relatório.

“Espero que com esta mudança tenhamos menos reclamações no Procon. Vamos testar durante um mês e depois faremos uma reunião com a empresa para avaliar a situação, o que pode ser melhorado”, afirma o coordenador do Procon de Tubarão, Irani Alberton.