Amanda Menger
Tubarão

Depois de reclamações, debates e encontros, o sistema da Área Azul, em Tubarão, terá mudanças nas próximas semanas. O principal ponto é a tolerância, que passará a ser de dez minutos, válido para todos os usuários. A decisão foi tomada ontem, em reunião, pela administradora do estacionamento rotativo, a Caiuá, e representantes de entidades empresariais, sindicatos e da secretaria de segurança e trânsito da prefeitura.

“Acreditamos que, com a tolerância de dez minutos, as reclamações diminuirão muito e ficará bom para todas as partes. A empresa consegue absorver parte dos custos e a outra parte fica com a prefeitura, assim como já é feito com a tolerância de 15 minutos, que vem de bônus no cartão de uma hora”, argumenta a gerente da Caiuá, Anilda Hoffmann.

Com as novas regras, não será mais necessário a compra de nenhum cartão e nem programação no parquímetro. “A orientadora deverá colocar no vidro do carro um aviso de tolerância. Nesse papel, serão colocadas informações como placa, horário e data. A atendente ficará com uma cópia e terá que anotar os dados em um relatório”, explica Anilda.
Se o condutor do veículo colocar um cartão, ele passará a valer depois dos dez minutos. Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Walmor Jung Júnior, a proposta é interessante.

“Propomos um mês de experiência. Além disso, faremos uma campanha junto aos meios de comunicação para explicar as mudanças e conscientizar os condutores”, sugere Walmor.
A expectativa é que a tolerância entre em vigor a partir de 20 de setembro. Para isso, é necessário a assinatura de um decreto-lei pelo prefeito Carlos Stüpp (PSDB).