Amanda Menger
Tubarão

Ao estacionar o carro em frente a uma clínica de saúde na avenida Marcolino Martins Cabral, em Tubarão, o aposentado Aneci Martins, de Laguna, não imaginava que entraria para uma estatística desagradável. A de motoristas descontentes com os serviços prestados pela empresa que opera o sistema de estacionamento rotativo na cidade.

“Eu estacionei o carro e coloquei um cartão de 30 minutos. Quando voltei para colocar outro cartão, a orientadora já tinha me notificado. Disse que iria colocar um outro cartão e ela disse que não poderia porque o meu bloco estava com a validade vencida. Tive que ir à central da Área Azul para regularizar a situação e desembolsar mais R$ 10,00. Recebi cinco cartões de estacionamento”, relata Aneci.
O aposentado chegou a ir até a central de atendimento da Área Azul e, depois de regularizar a situação, rasgou os cartões recebidos. “Já é a terceira vez que eu tenho que pagar para regularizar a situação. Se isso ocorre com quem é de fora e vem a Tubarão, não volta mais. Tem que mudar a forma de cobrar o valores quando o tempo do cartão acaba”, reclama Aneci.

Reclamações como esta têm sido constantes e, por isso, o prefeito Dr. Manoel Bertoncini (PSDB) solicitou uma reunião com o dono da Caiuá, empresa que administra o sistema, Hélio Mizubuti. “Será uma conversa definitiva. São muitas reclamações e não pode continuar assim. Será um encontro a portas fechadas, para dizermos tudo o que precisa ser dito sobre o assunto e resolvê-lo”, garante o prefeito. A data da reunião ainda não foi definida.

Área Azul
A gerente da Caiuá em Tubarão, Jucilene Wilmsem, disse que o caso do aposentado Aneci não lhe foi repassado. “Não há prazo de validade para o cartão de estacionamento. Só não aceitamos quando o bilhete está rasurado. Os cartões antigos podem ser trocados na central de atendimento. Só não aceitamos os bilhetes da operadora anterior, da BBB”, afirma Jucilene.

Feriado
O atendimento da Área Azul será normal neste sábado e segunda-feira. Terça-feira, em virtude do feriado nacional de Tiradentes, o sistema rotativo não estará funcionando. Na quarta-feira, os trabalhos serão retomados.