Tatiana Dornelles
Tubarão

Estacionar o carro, descer rapidinho e, ao voltar, deparar-se com uma notificação do estacionamento rotativo. A cena é comum, principalmente em Tubarão, na Área Azul. Ontem, o motorista Osmar Vieira estacionou o carro em uma rua e, em menos de oito minutos, voltou. Lá estava, no vidro, a notificação. “Quando deixei o carro era 14h02min. Ao voltar, era 14h10min. Nesse pequeno espaço de tempo, fui notificado. Não há tolerância nem de alguns minutos?”, indaga Osmar, morador de Laguna.

“No escritório responsável pelo estacionamento rotativo, a resposta foi a conhecida: tem que comprar os cartões para não se transformar em multa. É um absurdo o que fazem com a gente, não tem tolerância nem de alguns minutos“, reclama.
Outro caso parecido ocorreu com Nelson César Pereira. Ele estacionou o veículo, às 16 horas, porém, por não ter marcado o ‘00’ (referente ao horário), foi notificado.

“Marquei o 16, mas não o ‘00’. Com isso, fui notificado e tive que comprar os cartões para não receber outra multa. Já tenho seis multas da Área Azul de Tubarão e, em muitos desses casos, foi por não encontrar a orientadora. Em dias de chuva, por exemplo, elas nunca estão nas ruas”, lamenta o motorista.
Segundo ele, além da falta de orientadoras nas ruas quando o motorista mais precisa, também não há tolerância de tempo.