Zahyra Mattar
Tubarão

Um problema de locomoção dos gestores da empresa que assessora a prefeitura de Tubarão na empreitada da criação das três fundações – Meio Ambiente, Cultura e Esporte -, culminou no adiamento da explanação dos projetos.
 
A reunião entre a administração municipal e os vereadores seria realizada ontem à tarde, na Amurel. Com a agenda cheia, o prefeito Manoel Bertoncini remarcou o encontro ainda para esta semana.
 
Será amanhã ou na quinta-feira. A confirmação deve ser feita hoje à tarde. Na próxima semana, provavelmente na quinta-feira, deverá ocorrer a sessão extraordinária da câmara de vereadores para a votação da polêmica, mas necessária, reforma administrativa.
 
O foco é tornar a administração enxuta, funcional. O conteúdo da reforma também deve ser apresentado aos vereadores, mas não existe confirmação se esta reunião ocorrerá e quando será.
 
O projeto da reforma administrativa da prefeitura de Tubarão é elaborado há quase um ano. A discussão iniciou em março do ano passado. Apesar de hoje o executivo não ter todos os 248 cargos previstos no organograma ocupados (há cerca de 50 vagas abertas), a meta é enxugar para que haja mais economia.
 
É previsto que o número de servidores deverá ficar em 150 ou, no máximo, 170 cargos ocupados. Uma das novidades é a implantação de uma secretaria da fazenda e a aglutinação de outras pastas (hoje são 17 e devem ficar em 13 ou menos).