#Pracegover Foto: na imagem há um hospital, plantas, gramado e galhos de árvores
#Pracegover Foto: na imagem há um hospital, plantas, gramado e galhos de árvores

No dia 15 de março de 2020, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou os primeiros casos da Covid-19 entre os municípios catarinenses. Já em Imbituba, os registros ocorreram pouco tempo depois. Foi no dia 19, quando duas mulheres, de 49 e 53 anos, passageiras de um navio de cruzeiro, apresentaram os sintomas e tiveram os exames confirmados.

Passado um ano do início da pandemia, a realidade é bem mais assustadora. Imbituba teve, até a última sexta-feira (12), 5780 infectados pelo novo coronavírus, com 107 casos ativos e 259 suspeitos. Os números ficam, ainda mais preocupantes, quando incluídas as mortes provocadas pela Covid-19.

São 58 óbitos até o momento. No começo, eram pessoas com idades mais avançadas e variados tipos de comorbidades. Mas, hoje, o que os dados demonstram é alarmante. O vírus tem infectado bebês, jovens e gente sem qualquer tipo de doença pré-existente.

“Está cada vez mais preocupante, por que os casos estão se agravando. Os números só têm aumentado, inclusive, com relação aos óbitos em nosso município. É preciso que a sociedade tenha a consciência de que estamos no pior momento da pandemia. São diversos problemas a enfrentar, entre eles, a falta de leitos em hospitais, a falta de equipamentos e até a falta de profissionais para a linha de frente”, disse a Secretária Municipal de Saúde, Graciela Wiemes Ribeiro.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul