A construção de barragens como forma de minimizar os efeitos de cheias ou inundações nos municípios da bacia do Rio Tubarão foi apontada como uma solução prioritária pelo governador Carlos Moisés e pelo prefeito Joares Ponticelli, após sobrevoar a cidade na tarde desta quinta-feira (5).

Por volta das 14h30, chegaram do sobrevoo o governador Carlos Moisés, o vice-prefeito Caio Tokarski e o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina David Busarello. Do alto, puderam ver a dimensão da inundação que atinge a cidade. “É impressionante o que nós vimos. Agora é fazer as contas e levantamento dos estragos. Pedi ao secretário de Defesa Civil para vencer o quanto antes a burocracia do nosso decreto, para que se possa, por exemplo, agilizar a liberação do FGTS de quem teve prejuízos materiais. Deus foi muito generoso conosco, pois os danos materiais pela cidade são imensos, mas felizmente não tivemos a perda de vidas, a exemplo do que ocorreu no vendaval de 2016”, lembrou o prefeito Joares.

Prefeitura e Governo combinaram que, após o levantamento dos estragos, será feito um encontro para definir que modelo de parceria pode ser feita para auxiliar a cidade.

O governador Carlos Moisés ficou impressionado com a situação da cidade e diz que o Estado tem o dever de buscar uma solução preventiva de olho no futuro para todos os municípios cortados pelo Rio Tubarão. “O desassoreamento do Rio Tubarão é uma ação que estamos vencendo as burocracias preliminares para que possa ser encaminhada, mas uma acredito que uma barragem seja uma solução de múltiplas finalidades”, destacou o governador.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Tubarão