“Uma menina mulher, guerreira, mãe cheia de sonhos. Sempre com suas brincadeiras nos alegrava. Sua simpatia, sua amizade, nossos encontros de café da tarde. Uma pessoa que ajudava a todos. Vai nos fazer muita falta”. Essa é uma das dezenas de mensagens deixadas na rede social da jovem Priscila Silveira. Aos 30 anos, a moradora de Lauro Müller, esposa e mãe de dois filhos, entra na lista de mortos após procedimento cirúrgico.

Há cerca de 30 dias, a jovem passou por uma cirurgia para a retirada de pedras na vesícula biliar, no hospital Unimed em Criciúma. Após o processo, ela precisou usar uma bolsa de colostomia e permaneceu com o objeto até sua morte.

Priscila se recuperava em casa, quando na manhã desta quinta-feira (2) passou mal e foi encaminhada para a Fundação Hospitalar Henrique Lage, em Lauro Müller. Por volta das 10h, a paciente foi transferida para o Hospital da Unimed e faleceu na manhã desta sexta-feira (3) às 6h30.

De acordo com a declaração de óbito, a causa da morte é consequência de uma septicemia (infecção generalizada) e trombose mesentérica, porém, as informações repassadas pelos médicos à família não foram precisas sobre o caso, após o procedimento cirúrgico considerado de baixo risco. A equipe de reportagem entrou em contato com a assessoria do Hospital Unimed em Criciúma, mas não obteve retorno e nem um posicionamento da unidade hospitalar sobre o caso.

Para descobrir o motivo do falecimento, o corpo de Priscila foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO). O corpo ficou em análise até às 17h desta sexta-feira.

Despedida marcada por comoção e busca por respostas

O corpo de Priscila chegou por volta das 20h30 na Capela Mortuária do Cemitério Santa Bárbara, em Lauro Müller. A missa de corpo presente ocorre na manhã desta sábado (4) antecedendo o seu sepultamento também no Cemitério Santa Bárbara. A missa é presidida pelo Padre Antônio Madeira, primo de Priscila. A jovem deixa dois filhos e marido.

Nas redes sociais, familiares e amigos se despediram de Priscila e mandaram forças para os familiares que ainda não entendem o motivo da morte repentina da jovem.

Diversos comentários evidenciavam a grande mãe que Priscila era e o amor que sentia pelos filhos, amigos e familiares. “Saiba que cuidaremos muito bem do Luquinha, que amor nunca lhe faltará, porque quem te conhecia sabia o amor que você tinha por seus filhos”, escreveram os amigos em suas redes sociais.