A história de uma gravidez suspeita tem dado o que falar na internet nesta semana e quase parou na Justiça. É que um homem quis processar um hotel no Rio de Janeiro depois que a esposa disse ter engravidado em uma banheira de hidromassagem do espaço de luxo.

Segundo a advogada Lu Lage, que representa o casal e que expôs o caso na internet, o homem passou seis meses na Europa a trabalho e, quando voltou para casa, descobriu que a esposa estava grávida. Foi então que recebeu a justificativa que deu o que falar.

A esposa disse que, durante o período, a única coisa diferente que fez foi entrar inúmeras vezes na hidromassagem do hotel com a irmã, de forma que a única explicação seria estar grávida porque a banheira não teria sido esterilizada da forma correta.

Diante disso, o homem procurou a advogada para entrar com a ação judicial na tentativa de receber uma indenização para reparar os danos psicológicos e os custos com a criança pela irresponsabilidade do hotel em não limpar a banheira.

Caso ganhou outra versão

A advogada postou outro vídeo dias depois sobre um segundo encontro com o casal. Desta vez, ela relatou que a mulher desmentiu a versão e que afirmou que teria estuprada, mas que não quis contar ao marido por medo da reação dele.

Ela disse não ter registrado boletim de ocorrência por ter ficado com vergonha da situação e, agora, pretende interromper a gravidez.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: NDMais