O maratonista de Imbituba, Gabriel Garcia, 72 anos, tricampeão mundial em corridas de longa distância, mostrou, mais uma vez, que é possível superar limites. Após uma cirurgia vascular, que determinou um período aproximado de recuperação de dois meses, o atleta imbitubense venceu no retorno às pistas.

 

“Sempre protelei essa cirurgia. Por ser vascular, eu tinha perda de sangue. Isso fazia com que me sacrificasse ainda mais nas corridas. Mesmo assim, ganhei títulos, entre eles os mundiais. A perda de sangue me enfraquecia e eu era obrigado a tomar muito suplemento para me recompor”, lembrou o atleta.

 

Em Tubarão, no último fim de semana, Gabriel Garcia participou de uma Meia Maratona, que reuniu cerca de 600 atletas, entre homens e mulheres. Na prova de 21 quilômetros, o superatleta de Imbituba baixou em 13 minutos o próprio recorde. “Foi muito bom. Fiquei muito satisfeito com o resultado. Para esse ano ainda quero competir em mais algumas provas. Entre elas, a maratona de Florianópolis, em agosto, e uma corrida de 42 quilômetros em algum outro país da América do Sul”, informou o tricampeão mundial.