Depois de um mergulho, Richard e amigos começaram a organizar a Oscip
Depois de um mergulho, Richard e amigos começaram a organizar a Oscip

 

Karen Novochadlo
Capivari de Baixo
 
Cansados com a situação de descaso com o meio ambiente e com a bacia hidrográfica do Rio Tubarão e complexo lagunar, três mergulhadores resolveram fazer algo. Os amigos se mexeram e começaram com os procedimentos para fundar uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). Amanhã, às 15 horas, ocorrerá a assembleia de fundação. O local será na rua Ari Barroso, no centro de Capivari de Baixo.
 
Richard e os amigos Rudmar Alves, 28 anos, e Ronivaldo Alves, 43 anos, mergulhavam em uma lagoa da região, quando perceberam a grande quantidade de lixo depositado no fundo. A partir daí, começaram a movimentação. 
 
A Oscip ainda tem um nome provisório, “Anjos das Águas”. O definitivo será escolhido na reunião, que também tem como propósito angariar novos membros. “Queremos conscientizar as pessoas da importância de se conhecer a bacia hidrográfica do Rio Tubarão”, revela o representante da comissão organizadora e fundador, Richard Fidelix Lorenzi, 26 anos. 
 
Entre as ações propostas, estão o recolhimento de redes de pesca perdidas e organizar uma exposição com materiais coletados do fundo das águas. A princípios, os quatro amigos farão a coleta. Eles também planejam realizar trabalhos em escolas.