#Pracegover Na foto, fachada da Unisul
Foto: Assessoria de imprensa da Unisul

No dia 27 de maio de 2021, Tubarão, município brasileiro localizado no sul do estado de Santa Catarina, completa 151 anos, e a UniSul, integrante do Ecossistema Ânima Educação, que tem sua trajetória entrelaçada com a história da cidade não poderia deixar de prestar sua homenagem contando um pouco mais sobre o papel da instituição no desenvolvimento da cidade. Falando desde a sua fundação, como apoia e desenvolve iniciativas que fortalecem a comunidade local, formando profissionais capacitados para o mercado e trabalho, que fazem da cidade um exemplo empreendedorismo e cidadãos do mundo.

Desde a sua fundação em 1964 como Faculdade de Ciências Econômicas do Sul de Santa Catarina, a UniSul tem uma relação muito próxima da população de Tubarão. Apostando em parcerias e ações que beneficiem a comunidade diretamente, a instituição teve um papel importante na reconstrução da cidade após a enchente de 1974, a maior enchente local do século XX, que deixou mais de 97% da cidade de Tubarão debaixo da lama, com 60 mil pessoas desabrigadas.

“Depois da enchente a cidade ficou devastada e a UniSul, foi tão atingida quanto a cidade. Perdemos grande parte dos equipamentos, móveis, inclusive a biblioteca. A maior perda, no entanto, foi a de cerca de 30% dos alunos que trancaram a matrícula ou simplesmente não retornaram e também alguns professores que emigraram para outras fundações do Estado”, comenta o professor Osvaldo Della Giustina, fundador da UniSul e o reitor da instituição na época.

O professor comenta ainda sobre o papel da instituição para ajudar a cidade a começar a se reconstruir.

“Nos primeiros dias, as dependências da UniSul foi abrigo a uma centena de pessoas que tinham perdido suas casas e também centro de atendimento da população. Durante um mês as aulas foram suspensas e não havia recursos financeiros de nenhuma fonte até recebermos um aporte do MEC. Com muito custo, conseguimos reabrir e levamos cerca de seis meses para retornar à normalidade. Creio que a presença da UniSul e seu reinício de atividades teve, sobretudo, o significado confiança na recuperação da cidade, em um momento em que tudo parou”, reforça.

Mais de quatro décadas depois da tragédia, Tubarão segue como uma das principais cidades do Sul do estado de Santa Catarina. Com mais de 100 mil habitantes, segundo dados do IBGE, nas últimas décadas, Tubarão elevou seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM), saindo de uma faixa de desenvolvimento considerada média em 1991, para alta em 2010. Em 2014, o município registrou um PIB de R$ 3,3 bilhões, montante que o coloca na 15ª posição estadual. No período compreendido entre 2010 e 2014, seu PIB apresentou uma taxa média de crescimento de 13,7% ao ano, índice acima da média estadual.

“Para quem não conheceu nossa cidade antes da grande enchente de 1974, durante a enchente e nos primeiros tempos que se seguiram, não consegue acreditar em como Tubarão se desenvolveu, cresceu e se fortaleceu. Digo isso não somente por seus aspectos arquitetônicos, mas pelo elo e o cuidado das pequenas coisas, presente em sua organização interna, a organização do trânsito, a limpeza das ruas e das praças, o capricho de suas lojas e especialmente de seus monumentos urbanos”, destaca o professor Della Giustina.

O professor ainda destaca seu ponto de vista sobre a atuação da UniSul na comunidade e o orgulho que nutre pela instituição “A universidade, tem como primeira função ser o suporte e a garantia do desenvolvimento da identidade da comunidade e da Região. E a UniSul tem cumprido seu papel, sendo um suporte econômico, financeiro e social para sua comunidade, levando para o mundo o que está sendo feito em Tubarão. Desse pensamento se fez a UniSul, não só de que tanto se orgulham os tubaronenses, mas que tanto contribuiu pela prestação de serviços, pela difusão dos valores, pelo desenvolvimento e difusão do conhecimento e da cultura em Tubarão e na Região”, conclui.

Profissionais formados na UniSul impactam no desenvolvimento e no futuro da cidade  

Reconhecida como um instrumento de inovação e de apoio às mudanças da sociedade por meio da educação, a UniSul já formou mais de 120 mil profissionais em diversas áreas.

“A Unisul é filha da cidade de Tubarão, é um patrimônio coletivo construído para que os filhos pudessem permanecer estudando aqui e para desenvolver a nossa cidade e região. E assim aconteceu: todas as pessoas do nosso entorno são, hoje, impactadas, direta ou indiretamente, pela Unisul. A cidade foi transformada pela presença da Unisul”, reforça o professor Mauri Luiz Heerdt, reitor da UniSul.

Esses ex-alunos, são parte primordial no desenvolvimento da cidade atuando como empresários que geram vagas de empregos na região, como mão de obra qualificada e como líderes do poder público local.

“Minha relação com a UniSul se confunde com a minha história em Tubarão. Nasci no Alto Vale do Itajaí e vim para Tubarão para ser aluno da então FESC, que hoje é a UniSul, em 1987, comecei no curso de Engenharia Química, mas, me formei em Ciência”, conta Joares Carlos Ponticelli, prefeito de Tubarão.

Ponticelli ressalta ainda a importância da UniSul na construção de toda a sua vida na cidade “Sou mais um dos filhos da UniSul, vim para estudar, acabei ficando e toda a minha trajetória, pessoal, profissional e política aconteceram aqui em Tubarão e por causa da UniSul”. Sobre sua carreira política e formação o prefeito destaca como a Universidade colaborou para que ele entendesse o contexto social local desde sua chegada até hoje.

“A instituição tem um papel extremamente importante para toda a comunidade e pessoalmente, teve um papel fundamental na minha formação política sobre o desenvolvimento da cidade, já que eu não havia nascido aqui. A UniSul me ajudou na construção desses conceitos de gestão. Até hoje, sigo aprendendo com as parcerias, com as conversas e trocas de ideias com a toda a reitoria preparando condições para que a UniSul possa continuar colaborando para o desenvolvimento de Tubarão, da Região e de Santa Catarina”, destaca o prefeito de Tubarão.

Da UniSul para o mundo
Outro exemplo de profissional formado pela UniSul que hoje é referência no mercado da construção e leva o nome da cidade para o mundo é o Ricardo Mateus, 33, formado no curso de Engenharia CivilNatural de Tubarão, Ricardo iniciou sua trajetória profissional como soldador e montador de estruturas metálicas. Em 2005, ingressou na instituição em busca de conhecimento e profissionalização e em 2016, fundou a Brasil ao Cubo (BR3), construtech de soluções construtivas ágeis, pioneira em construção off-site volumétrica no país. Hoje a Brasil ao Cubo tem obras espalhadas em diversos estados brasileiros e é reconhecida pela excelência ao conduzir e executar projetos de forma rápida e eficiente.

“Me formei na Unisul em 2009 e participei de um Projeto de Iniciação Cientifica em 2007 que fez com que eu conhecesse um sistema inovador na época, na área da construção civil, mas que era embrionário no Brasil o Light steel framing. Eu trouxe esse sistema para o Brasil e o desenvolvi e certamente esse Projeto de Iniciação Cientifica me proporcionou estudar o assunto, sonhar e desenvolver uma empresa que industrializou a construção civil brasileira”, destaca Ricardo Mateus CEO da Brasil ao Cubo.

Daqui para o futuro as expectativas da UniSul é continuar presente na cidade de Tubarão sendo um polo de conhecimento, desenvolvimento, tecnologia e formação de profissionais cada vez mais alinhados com as demandas do mercado de trabalho. A instituição seguirá no seu propósito de transformar vidas pela educação e continuar transformando as vidas da população de Tubarão e toda a região.

O reitor da UniSul fala das suas expetativas “Para futuro, continuamos com o mesmo propósito: sermos a esperança de pessoas, famílias e comunidades para vencer os desafios dos novos tempos e transformar essa esperança em vida concreta. Para tal, estaremos conectados com pessoas, lideranças e organizações para construirmos, juntos, uma sociedade com mais oportunidades e qualidade de vida. Somos sabedores que a educação de hoje é um indicativo da vida que teremos no futuro. Dessa forma, a Unisul será esse pulmão do conhecimento que, com portfólio de qualidade conectado ao desenvolvimento da cidade, continuará transformando vidas”, finaliza.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul