Amanda Menger
Capivari de Baixo

O problema dos cães abandonados nas ruas não é um ‘privilégio’ de Tubarão. Em Capivari de Baixo a situação não é muito diferente. Ao transitar pelas ruas do bairro Santo André é comum observar animais, adultos e filhotes, ‘largados’ à própria sorte. Na última semana, cinco bichinhos foram encontrados mortos por um morador (leia na matéria ao lado).

Os cães foram recolhidos por uma equipe da secretaria de desenvolvimento rural da prefeitura e levados para uma espécie de lixão, próximo ao centro administrativo. “Nós solicitamos a ajuda deles para levar os corpos. O pessoal da vigilância sanitária irá depois recolher amostras para determinar a causa da morte, mas os sinais apontam para envenenamento”, afirma o secretário de desenvolvimento urbano, Sinésio Brunel Alves.

Para o prefeito de Capivari de Baixo, Luiz Carlos Brunel Alves (PMDB), a atitude é criminosa. “Isso é algo abominável. Eu tenho quatro cães que foram recolhidos da rua. Faremos um canil sim, não para ser um depósito de animais, mas para que eles sejam cuidados, castrados e doados para famílias que cuidem deles”, afirma Brunel.

No ano passado, representantes da prefeitura de Capivari estiveram em Blumenau visitando um canil, porém, o projeto não avançou. A justificativa, na época, era falta de recursos. Exatamente por ser uma atividade complexa e onerosa, Brunel, não descarta a possibilidade um consórcio com Tubarão. “Podemos discutir essa parceria. Tubarão já tem o terreno e o projeto evolui. Até porque não adiantaria nós termos um canil em Capivari e passarmos a receber cães de outras cidades também. O problema iria se agravar”, observa o prefeito.

Movimenta-cão
A intenção de discutir um consórcio entre Tubarão e Capivari de Baixo é bem-vista pelos integrantes da ONG, Movimenta-cão, que discute a administração conjunta de um canil com a prefeitura. “Quanto mais ajuda recebermos melhor. Nós defendemos a ideia de um Centro de Zoonoses, em que os cães e gatos são recebidos, tratados, castrados e doados. Só depois de encontrar um dono é que receberíamos outros animais. Mas, a prefeitura pensa de outra forma. Se Capivari tem interesse, conversaremos sim”, assegura a vice-presidenta da ONG, Nádia Zanchi.

Matar animais é crime
Em 1978, a Unesco publicou a Declaração Universal dos Direitos dos Animais que dizia, entre outros artigos:

• Artigo 1º: Todos os animais nascem iguais diante da vida, e têm o mesmo direito à existência.

• Artigo 2º: a – Cada animal tem direito ao respeito; b – O homem, enquanto espécie animal, não pode atribuir-se o direito de exterminar os outros animais, ou explorá-los, violando esse direito. Ele tem o dever de colocar a sua consciência a serviço dos outros animais.

• Artigo 8º: a – A experimentação animal, que implica em sofrimento físico, é incompatível com os direitos do animal, quer seja uma experiência médica, científica, comercial ou qualquer outra; b – As técnicas substitutivas devem ser utilizadas e desenvolvidas.

• Artigo 14º: Os direitos dos animais devem ser defendidos por leis, como os direitos do homem.

Moradores estão indignados com envenenamento dos cães de rua
Tatiana Dornelles
Caívari de Baixo

O aposentado Elias Rodrigues da Silva mora há 27 anos no bairro Santo André, em Capivari de Baixo, e está indignado com o possível envenenamento de cães de ruas na localidade. “Os cinco cachorros mortos estavam espalhados por vários pontos da rua. Todos estavam com sintomas de envenenamento. Isso é crime e nada justifica o extermínio”, conta Elias.

Ele e outros moradores encontraram os animais mortos e acionaram a prefeitura, que foi ao local fazer o recolhimento. “Sei que tem dias que há mais de 20 animais de rua aqui no bairro. Mas nada justifica este crime”, acrescenta o aposentado.

A professora Zenir Silveira de Quadros, também moradora do bairro, é amiga dos animais de rua. “Foi um absurdo o que fizeram. Isso é crime e a pessoa deveria ser punida. Entretanto, não temos como saber quem envenenou os bichinhos. Mas estamos de olho”, alerta. Segundo Zenir, em breve ela pretende unir os protetores de cães de rua no bairro e buscar soluções para o problema.