Na praia do Rosa,  as ligações de esgoto feitas de forma clandestina são um problema
Na praia do Rosa, as ligações de esgoto feitas de forma clandestina são um problema

 

Imbituba
 
Para identificar a possível contaminação da água de alguns corpos hídricos do território de Imbituba, a secretaria de desenvolvimento urbano e ambiental da prefeitura realizou análises em 15 pontos distintos. O principal objetivo foi identificar o grau de contaminação e que tipos de materiais são despejados nestes locais.
 
Algumas residências têm o esgoto diretamente ligado nas redes de drenagem de água pluvial, o que causa um enorme impacto negativo no meio ambiente, principalmente no que diz respeito à saúde.
 
A maioria dos pontos é utilizada para prática da pesca e banho. É o caso da Lagoa do Mirim, Porto da Vila, Barra da Vila Nova e na praia do Rosa.
Em relação à concentração encontrada de coliformes fecais, os pontos que mais chamam atenção são a drenagem no Rimsa, a Barra da Vila Nova, a beira-mar do Centro e o Porto, na praia do Canto.
 
Nestes pontos, cujos locais são intensamente frequentados por pescadores e banhistas, há lançamento de esgoto diretamente na água.
Na Lagoa da Usina (Bomba), a quantidade de coliformes fecais foi menor. Contudo, há indicativos de que há ligações de esgoto clandestinas na rede pluvial do córrego afluente da lagoa.