Luiz e Gustavo representam Santa Catarina na olimpíada de robótica   -   Foto:Satc/Divulgação/Notisul
Luiz e Gustavo representam Santa Catarina na olimpíada de robótica - Foto:Satc/Divulgação/Notisul

Criciúma

A expectativa é grande para Gustavo Ricken Fernandes, 13 anos, e Luiz Henrique Ferraz Guimarães, 11, que representam Santa Catarina na etapa nacional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). A competição, que ocorre de hoje a domingo em Uberlândia (MG), reunirá os principais nomes da robótica nas escolas brasileiras. 

Os estudantes da Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (Satc), de Criciúma, classificaram-se no nível 1, que envolve os alunos do ensino fundamental. A instituição competirá com outras 39 equipes dos demais estados brasileiros. 

As melhores equipes classificadas irão disputar a RoboCupJr Rescue Line em 2016, na Alemanha. A quantidade de vagas será definida somente em abril do ano que vem.

Os professores Guilherme Cruz, que ministra a oficina de robótica onde Gustavo e Luiz estudam, e Andreia Mariot Scarduelli, responsável pela aula de robótica na grade regular, acompanham os alunos na viagem. “A participação de nossos estudantes é o resultado da inclusão da disciplina no ensino fundamental e também do aperfeiçoamento via oficina, onde o educando pode praticar ainda mais”, ressalta o diretor da Edutec/Satc, João Luiz Novelli. 

Para chegar à etapa nacional, Luiz e Gustavo superaram os demais colegas que competiram na prova classificatória de Santa Catarina. A disputa foi realizada dia 8 de agosto na sede do Instituto Federal de Santa Catarina (Ifsc), em Criciúma. A equipe fez com que o robô, criado pelos próprios estudantes, subisse rampas, andasse por linhas determinadas e encontrasse a bolinha, obstáculos definidos pelos avaliadores.