Maceió

Num protesto silencioso e colorido, alunos de Maceió, AL, estão pintando em volta das crateras pra que elas chamem a atenção da prefeitura.

Azul, vermelho, amarelo, branco… Os buracos ganham cores e formatos de coração, monstro, flor, espiral… Ao lado, em branco, vem o puxão de orelhas com luvas de pelica: eles pintam a mensagem com o nome da campanha: @AsCoresMudam e mandam as fotos para a rede social Instagram.

O resultado é imediato: o governo local corre para tapar os buracos. “90% deles já foram recapeados”, contou a estudante Isabella Melo, de 18 anos. “Os primeiros buracos foram tapados em menos de 48 horas e os outros em menos de 24 h”, isso sem qualquer contato dos alunos com a prefeitura, disse Isabella.

Barato e eficaz

E o mais legal: para sinalizar quase 20 buracos em ruas e avenidas de dois bairros da capital, os estudantes gastaram apenas 20 reais. “É um projeto de baixo custo. Compramos cal, que é barato, 10 kg por 10 reais e corantes, mais 10 reais”, contou.

Ela disse  ainda que a turma teve o cuidado de escolher esses materiais para não fazer algo permanente, porque cal e corante saem com o tempo e as pinturas estão sendo feitas em via pública.

Repercussão

Inicialmente, a ideia era terminar o projeto no dia 30 deste mês, mas com a grande repercussão, ele vai continuar pelo menos até o fim do ano.

Sobre a possibilidade de a ideia ser copiada em outras partes do país, que vivem o mesmo problema em vias públicas, Isabella achou “incrível”. “Uma ideia tão pequena, que surgiu do nada, se estender para o país inteiro… eu ficaria muito grata”, concluiu.