Os alunos do nono ano da uma escola particular mantida pelo setor carbonífero, Satc, gravaram um vídeo fazendo uma saudação nazista. A direção da instituição agiu imediatamente revertendo o que poderia trazer prejuízo ao coletivo. Ao invés de protelar decisões anunciou logo a suspensão dos e adotou em toda escola uma reflexão sobre o nazismo. A resposta imediata pode servir de exemplo para muitas outras entidades, órgãos públicos ou mesmo empresa privada, que por ventura enfrente situação idêntica.

O vídeo mostra o que em outros tempos poderia ser considerada uma brincadeira inocentes de alunos, mas nos dias de hoje, em que vivemos um um quadro de bipolaridade ideológica, isso gerou reação.

A entidade fez ainda nesta quinta-feira (26) a publicação de uma nota onde reafirma condenar este tipo de atitude, revela que os alunos envolvidos sofrerão sanção disciplinar prevista no regimento da instituição e a comunidade escolar fará reflexões sobre o nazismo e suas consequências na humanidade.

NOTA OFICIAL DA SATC

“A Direção da Satc vem publicamente registrar seu repúdio a qualquer ato de apologia ao nazismo. Esclarecemos, ainda, que a situação que envolveu um grupo de alunos de uma turma do nono ano, aconteceu em determinado momento em que os adolescentes fizeram referência a uma simbologia de saudação nazista.

Apologia ao nazismo é crime! Repudiamos e não compactuamos de nenhuma forma com tais atitudes. Deste modo, as providências cabíveis foram tomadas, com a suspensão de alunos, advertências e a realização de uma reflexão sobre o nazismo e o quanto esse regime foi pavoroso para a história humana.

Finalizamos lembrando que somos uma instituição de ensino que tem como missão, transformar a vida das pessoas por meio da educação e seguiremos firmes neste propósito.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: NDMais