As equipes da Defesa Civil de Nova Veneza e Regional estão percorrendo os pontos afetados para contabilizar os prejuízos da enxurrada na última quinta-feira (17). Nas primeiras horas do dia, o prefeito em exercício e coordenador da Defesa Civil, Sérgio Alberto Spilere, o Zé Spilere reuniu os secretários e equipe para determinar as frentes de trabalhos e decretou situação de emergência. Os servidores da Secretaria de Transportes, Obras e Serviços Urbanos desde cedo trabalham na limpeza e desobstrução de vias públicas.

“Na noite de ontem prestamos toda a assistência necessária as famílias atingidas, agora as nossas equipes retornam para contabilizar os prejuízos e obtermos um levantamento preciso do número de pessoas atingidas. Em 52 anos que moro em Nova Veneza nunca tinha visto um volume de chuva como ontem. Estão sendo distribuídos kits de higiene pessoal e limpeza disponibilizados pela Defesa Civil regional pela equipe da Assistência Social”, afirmou Zé Spilere.

O coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, esteve em Nova Veneza onde repassou todas as coordenadas para as equipes que foram para a rua fazer os levantamentos necessários. “A Secretaria de Estado da Defesa Civil através do secretário João Batista determinou que a coordenação regional estivesse em Nova Veneza visando auxiliar e assessorar com o apoio de logística ao prefeito com o objetivo de organizar a gestão do desastre e atendimento à população. Durante o evento, a primeira medida estabelecida foi vistoria as áreas atingidas e dar assistência, sendo necessário o desalojamento de quatro famílias para encaminhá-las a um local seguro. Logo cedo, houve uma reunião para organizar e fazer a gestão e distribuição das equipes da Prefeitura para a avaliação dos danos. Foram disponibilizados 29 kits de limpeza e 60 de higiene pessoal aos atingidos”, acrescentou.

Atingidos

Os números preliminares apontam que os oito bairros atingidos foram o Centro, Bortolotto, Nossa Senhora de Lourdes, Eliza, Bortoluzzi, São José, Baixada e Sanga Curta, no interior do município. Destas localidades, na noite de ontem (quinta), oito famílias tiveram suas residências alagadas e dessas, quatro ficaram desalojadas.

Cadastramento

As famílias que sofrem algum tipo de dano devem entrar em contato com a Secretaria de Assistência Social pelo telefone 3436-1946 ou pelo número 996211985 (Whats) para fazer o cadastramento. As equipes da Prefeitura trabalham em regime de plantão.

Prioridade

O prefeito em exercício afirmou que irá determinar às secretarias de Planejamento e Obras, prioridade no projeto e execução de ações preventivas na parte baixa do Bairro Bortolotto, especificamente na Rua Alfredo Pessi e ruas adjacentes. O local é constantemente alagado sempre que há um volume considerável de chuva, causando grandes transtornos aos moradores.