Rio Fortuna

A alimentação equilibrada e saudável pode evitar diversos problemas de saúde. Porém, atitudes isoladas, implementadas em pequenos municípios, dão resultados acima da média. É o caso do projeto Agita Rio Fortuna, implantado há três anos na cidade.

Tudo iniciou por meio do trabalho de conclusão de curso da pós-graduação da enfermeira Isolete Meurer Michels Ribeiro. A proposta multiprofissional foi encaminhada ao Ministério da Saúde, que disponibilizou nestes três anos, aproximadamente R$ 120 mil para a compra de alimentos e pagamento de profissionais como nutricionista, assistente social, merendeiras, professores, enfermeiras, médicos.

O objetivo é ensinar a comunidade a comer direito e, assim, prevenir doenças como a obesidade. A prática de exercícios físicos também é importante aliada e são ministradas três vezes na semana. “Mudar velhos hábitos é muito difícil, mas com o trabalho em conjunto conseguimos bons resultados”, comemora Isolete, que também é coordenadora do programa Estratégia Saúde da Família.

O projeto também é desenvolvido pela nutricionista Flavia Alberton com grupos de idosos, alunos da Apae e na escola é fundamental de Rio Fortuna. “Ela prepara o cardápio e explica o que cada alimento trará de benefício. Isto é levado para casa e os alunos cobram dos pais as boas práticas”, completa a enfermeira.