Amanda Menger
Jaguaruna

O gerador de energia elétrica foi instalado, os poços artesianos perfurados e a terraplanagem deve ser concluída amanhã. Este é o panorama das obras da segunda etapa do Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, em Jaguaruna. Com o bom andamento dos trabalhos, a empreiteira Espaço Aberto, de Florianópolis, responsável pela execução dos serviços, acredita que a obra seja concluída até o fim do ano.

“Ficamos otimistas com o que vimos. A obra realmente iniciou, está tomando corpo e, segundo o engenheiro responsável, a intenção é entregar a obra em dezembro. O contrato estipula o prazo de um ano, mas eles dizem que é possível terminar antes. Nós já sabíamos que era uma obra rápida e só trará benefícios para a região”, observa o presidente da Associação Empresarial de Tubarão (Acit), Eduardo Nunes.
Uma comitiva formada por empresários visitou ontem o canteiro de obras e também o prefeito de Jaguaruna, Inimar Felisbino Duarte (PMDB). “O prefeito comprometeu-se com a obra, também será um fiscalizador. Definimos também que ele tentará marcar uma reunião com o secretário estadual de infraestrutura, Mauro Mariani, para discutir o lançamento do edital de licitação do acesso ao aeroporto (o governo federal repassou por convênio os recursos para que o estado faça a obra). Nós agendaremos uma reunião com o Consórcio Intermunicipal de Desapropriação dos Terrenos, para debater os pagamentos que faltam”, explica Eduardo.

Alguns municípios, como Laguna, Rio Fortuna, Grão-Pará e Imaruí ainda não contribuíram com nenhum recurso para a desapropriação dos terrenos, mas os prefeitos comprometeram-se em enviar a autorização de repasse para a câmara de vereadores.